Cases

Hospital Sírio Libanês

- Cases

O Sírio-Libanês foi inaugurado em 1965 e é um hospital de referência internacional em saúde. Por meio de suas unidades de atendimento, por seus esforços de responsabilidade social, ensino e pesquisa vêm ajudando a cada dia mais pessoas. Atende mais de 120 mil pacientes em suas instalações.  Sua área de atuação abrange programas de medicina preventiva, atendimento médico de urgência e emergência, internações terapêuticas de alta complexidade e reabilitação, entre outros serviços. Através de um elevado padrão de qualidade dos serviços prestados, se tornou uma das primeiras instituições brasileiras certificadas pela Joint Commission International (JCI), o mais importante e respeitado órgão certificador de qualidade das organizações de saúde no mundo.

A instituição alia um corpo clínico multidisciplinar a tecnologias de última geração. Por isso, o Sírio-Libanês buscou na Sofis Tecnologia o desenvolvimento de um projeto que será capaz de proporcionar um avanço tecnológico em seu Banco Público de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário.

A parceria, iniciada em janeiro de 2015, conta com as seguintes soluções da Sofis Tecnologia: O CellVida, na gestão completa e integração dos processos de Criopreservação e a solução Sofis BI, responsável pelos recursos de pesquisa de informações estratégicas para tomada de decisões rápidas e mais eficientes, além da mobilidade e informações em tempo real, permitindo uma visão completa sobre todas as operações.

A implantação das soluções contou com 4 etapas essenciais que garantiram a transição estável e coordenada, eliminando qualquer impacto negativo na rotina operacional da instituição. Foram elas: Funcionalidades ligadas à Triagem e coleta; Processamento, exames e interfaces; Armazenamento, transporte e utilização; Relatórios e Dashboards do Sofis BI.

De início, foram levantadas todas as especificações do projeto, além de reuniões de validação e homologação. Logo após, foi realizado o processo de treinamento presencial com todos os colaboradores e acesso ao suporte pós-implantação. Depois de concluída a implantação, o Sírio Libanês conta atualmente com suporte operacional completo para qualquer resolução quanto às soluções, novas versões e atualizações da legislação que normatizem as atividades fins dos nossos produtos, além de customizações e desenvolvimentos de novos dashboards.

O projeto contemplará a Unidade Central de Processamento do Hospital em conjunto com a Unidade de Coleta da Maternidade Amparo Maternal, parte da rede BrasilCord do Ministério da Saúde, que reúne os bancos públicos de sangue de cordão umbilical e placentário.

No complexo hospitalar em Bela Vista, em São Paulo, a estrutura é composta de aproximadamente 100 mil m² e atende mais de 40 especialidades. No total, são 449 leitos (dados de agosto de 2014), dos quais 47 pertencem a Unidade de Terapia Intensiva. Além disso, possui três unidades complementares: um centro de diagnóstico e hospital-dia no Itaim Bibi; uma unidade de atendimento nos Jardins (ambos em São Paulo); e um centro de oncologia em Brasília. Ao longo dos anos, o Hospital acumulou conquistas como a inauguração da primeira Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Brasil, em 1971, a participação na primeira telecirurgia guiada por robô realizada no hemisfério sul, em 2000 e em 2007.

Segundo o Diretor Geral da Sofis Tecnologia, Reynaldo Mendes, “A conquista do Hospital Sírio-Libanês é de extrema importância não só para a marca Sofis como também para nossas soluções CellVida e Sofis BI. Sermos escolhidos, por nossa competência, por uma das melhores instituições de saúde do país e reconhecida a nível internacional é motivo de muito orgulho para todo time da Sofis”, conclui comunicando a parceria aos clientes e colaboradores da Sofis.

 

Compartilhar